Por que me mudei pra Buenos Aires?


Durante todo o meu Ensino Médio tive certeza da faculdade que queria fazer: Letras (port./esp.). Minha ideia principal era trabalhar no mercado editorial, então em 2011 (ano em que me formei na escola) fiz o ENEM e minhas duas opções no SISU foram Letras (port./esp) e Produção Editorial (curso que descobri que existia no meio do caminho), ambas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ). O curso de Produção Editorial é uma das habilitações de Comunicação Social, então a nota de corte no SISU era muito alta. Assim, no meio de 2012 eu passei no vestibular da UFRJ para a minha primeira opção: Letras! 

Mas... chegando lá vi que o curso era mais focado pra lecionar (talvez eu estivesse errada, mas não quis esperar pra ver), e, como o meu foco era trabalhar em uma editora, comecei a pensar em trancar o curso. Nesse meio tempo eu me inscrevi pra prova de transferência interna da universidade, na qual se eu fosse aprovada, poderia migrar direto pra Produção Editorial. Havia 1 vaga. Não passei. Logo em seguida tranquei o curso e comecei a estudar novamente pro ENEM.

A essa altura não sabia mais o que eu queria fazer. Minha primeira opção seria Produção Editorial, mas precisava ter um plano B que eu curtisse tanto quanto. E eu não tinha. Pesquisando por cursos que lidassem com escrita e livros, encontrei Biblioteconomia. Essa foi minha segunda opção.

Para passar em Produção Editorial eu podia tirar as mesmas notas da primeira prova, mas minha nota na redação precisava ser de 900 pra cima. Tirei mais de 900 na redação, mas minhas outras notas tinham, incrivelmente, caído. Ou seja, mais uma vez não tinha passado pra Produção Editorial. Parece que não era pra ser. Não naquele momento.

Então, iniciei Biblioteconomia na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Durante a graduação assistir a diversas palestras, fiz estágio, e realmente tinham pontos da profissão que eu gostava, mas não era o que eu queria fazer pro resto da vida. E àquela altura do campeonato eu ainda não sabia o que era.


No meu último ano de faculdade, época de TCC, comecei a pesquisar pós-graduações (e segundas graduações) voltadas para a área editorial, tanto no Rio de Janeiro, quando em outros estados, e até mesmo fora do país. Achei o curso do NESPE, em Botafogo, o da USP, em São Paulo, e o da Universidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Além desses também encontrei o curso de Edición, da Universidad de Buenos Aires.

O do NESPE era pago e apenas duas vezes ao mês. Se eu optasse por ele teria que dividir meu tempo entre trabalhar, estudar para concurso (coisa que não queria, afinal, não queria trabalhar na área), e a pós nos finais de semana. O da USP era tão concorrido quanto o da UFRJ. E o de Santa Maria não levei muito em consideração, uma vez que, se fosse pra eu sair de casa pra estudar seria muito mais vantajoso em termos de experiência e aprendizado ir pra outro país

Foi assim que, depois ter certeza que era isso que eu queria e conversar com meus pais, comecei a por em prática minha vinda pra Buenos Aires. Hoje, finalmente, estudo Produção Editorial ou Edição Editorial ou Edição de livros ou Edición, como queiram chamar! hahaha Além disso, aqui, comecei a me dedicar ao canto e à dança, coisa que sempre quis enquanto estava no Brasil, mas não tinha coragem e nem dinheiro. E ainda tô tendo a oportunidade de aprender um idioma na prática! ❤


Bom, resumidamente, essa é a resposta do "por que você se mudou pra Buenos Aires?" :) E você? Também mora ou tem vontade de morar em outra cidade/país? 

0 comentários:

Postar um comentário

Oi! Me conta o que achou do post! Vou adorar ler sua opinião! :)