| O poeta

terça-feira, novembro 03, 2015

O poeta
inquieto
escreveu sobre o amor
e expulsou a dor
que alguém tanto lhe causou

Mergulhou
e se  a f o g o u
na imensidão do mar
Ah, mar!
nada outra vez...

Lágrima
sal
ressaca el dolor
o castelo de areia d e s m o r o n o u ...

O poeta
de verso em verso
transformou em arte o que lhe foi tão perverso
usou a arma que tem
e da poesia se tornou refém

O poeta sentia-se triste
e enquanto escrevia,
ao mesmo tempo,
sentia-se l e v e
sentia-se vítima
dos sentimentos b r e v e s.




 Espero que tenha gostado dessa segunda poesia que eu escrevo aqui no blog! Quero saber o que achou, então não esquece de me contar aqui nos comentários, ok? :)
Um beijo!




VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE

6 comentários

  1. Gostei muito, Isa!!!
    Realmente o poeta transforma a dor! É um ser por natureza transformador!
    Seus versos se encaixam perfeitamente!
    Continue poetizando \0
    Eu também gosto muito de escrever poesia, mas tem um tempinho que não faço isso lá no blog!
    Um abraço!
    D'cifrando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Deise! Ah, que bom que gostou <3 Fico muito feliz!
      Vou continuar sim! ^.^
      Um beijo!

      Excluir
  2. Eu já estou completamente apaixonada pelo seu blog ♥
    E que poesia mais linda!!! Bêjo da sua mais nova leitora que vai te acompanhar ever!

    www.itszabella.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai meu Deus! *-* Obrigada!!
      Espero que continue gostando aqui do meu cantinho!

      Um beijo!

      Excluir
  3. Gente, que poema amor. Fazia tempo que eu não lia uma poesia, sabe? Achei ela leve e linda, adorei. Eu também não conhecia seu cantinho, gostei muito muito, tudo lindo!

    Um cheiro!
    www.vinteetantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, que bom que gostou de tudo <3 <3
      Um beijo!

      Excluir

Oi! Me conta o que achou do post! Vou adorar ler sua opinião! :)